BARLAVENTO

O Barlavento, formado em 2007 por Davizinho de Mutá e Hamilton Reis após o término do Grupo Barravento que durou 14 anos tendo neste período o registro dos cds Vatapá da véia (2000) e "Barravento"/2002 e 03 excursões a europa. 
A expressão maior do Barlavento é o seu samba-de-roda característico que traduz com vibração a música, costumes, cultura da região do recôncavo baiano. As letras genuínas tratam da labuta e alegria dos pescadores, mariscadeiras, capoeiristas, pais-de-santo, cenários a beira-mar que contam histórias do cotidiano em uma vila ou povoado de pescadores. Para transmitir toda essa riqueza cultural, o Grupo Barlavento se aventura em composições autorais e de domínio público.
Com 02 cds lançados a partir de 2007, "O Buraco de Maroca"/2009 e "Mariscada na roda"2012, o Barlavento continua no firme propósito de cultuar, preservar e difundir o samba-de-roda de dominio público, ritmo reconhecido e tombado pela UNESCO como "Patrimônio Imaterial da Humanidade".
2018 - "Quebramar"
Momento especial do Barlavento que celebra com emoção e alegria neste cd os 10 anos de formação do Grupo e aproveita a deixa para reconhecer e homenagear os 18 anos do primeiro cd "Barravento-O Vatapá da véia".,Daí o mote para as regravações de dominio público: Papaceia, Carolina, Ô José , corta o capim aí, enseadinha e eu vou arriar de beber.
Presente na obra com "Elvira e as marés"o querido parceiro Ricardo Cruz que tem parcerias em todos os cds desde 2000.
A música/título "Quebramar", tem como Autor o sambista baiano Roque Ferreira, que, além desta peróla, ainda compôs as inéditas Sereno Molhado, Festa de rua e Lua Nova de Mutá
Gravado, mixado e masterizado no Estúdio Som das Águas" teve a Direção artistica e arranjos de Bráulio Barral e Cuca,